quinta-feira, 31 de janeiro de 2008

Yuumei

Como devem imaginar, aqui em Nisshin, a comunidade estrangeira não é assim enorme, e é basicamente constituida pelo grupo do pessoal da toyota ( e só uma parte, pois a maioria está em Toyota-city), então é normal que aqui sejamos celebridades!

Isto não é proprimanete a Caras, mas é o Jornal de uma Associação cá do sítio, e não é que apareço duas vezes ...ehehehhe


Eu e o Gonçalo na Festa de Natal (Post antigo)




Eu na Aula de Japonês, com aminha turma ...ahhhh e por cima estão as minhas respostas a uma entrevista! Não devem conseguir ler, mas tb desconfio que 95% dos leitores deste post não pescam lá muito de Hiragana e Katakana já para não falar dos Kanjis.





Visto que estou um bocado esbranquiçada nas fotos, ponho aqui uma imagem minha colorida e com o meu novo corte de cabelo:



Nota: eram 11:55 em Portugal e 8:55 da manhã no Japão (já estão a ver porque nunca me engano nos horários e não mando mensagens nem faço telefonemas a horas disparatadas)


segunda-feira, 28 de janeiro de 2008

Novidades só no Continente … ou no Jusco

Jusco, Frante, Nafuko, etc etc, podiam ser apenas supermercados, mas há algo de muito característico que os diferencia, a Musica!
Cada estabelecimento tem a sua própria melodia, e quanto mais irritante melhor, ao que parece! Para quem já andou por estas bandas deve ter denotado a musiquinha do Yamada Denkiiiiii que toca a cada 3 minutos!! Não percebo.. não há sindicatos? Como podem as pessoas estar ali 8 horas ou mais sempre a ouvir aquilo ..enfimm!

Supermercados à parte, vou tentar dar as novidades, que são basicamente novas aquisições cá de casa:


Cadeira multiposições (assim ainda dá menos vontade de trabalhar …)



Vending Machine miniatura




(estas máquinas são imagem de marca deste país, e resolvemos ter uma, e trabalha mesmo, com moedinhas falsas ..é o delírio ..lol)


Nintendo Wii
Este vai ter de ser um filme, pois para quem nunca jogou, não tem ideia das calorias que se podem perder, a jogar ao Mário)


video

De resto, contínua tudo na mesma, isto é, biblioteca e pouco mais …

terça-feira, 22 de janeiro de 2008

Quioto nunca pára de surpreender

Tenho andado muito preguiçosa, para vos dar novidades, mas com o Gonçalo em Casa de baixa e a D.Mena aqui, tive muito com que me ocupar. Mas a partir de hoje regresso à minha vidinha! Acordar cedinho levar o Gonçalo à estação, pensar e repensar a tese, ir ao ginásio ( ou, não!!) et etc.Bem mas falando em coisas boas que se passaram nos ultimos dias.
Foi num destes dias solarengos, que eu e a Mena decidimos enfiarmo-nos no Shinkansen e ir a Quioto. Já não era a primeira vez para mim, ( ver postagem antiga) mas sabia que Quioto tem tanta coisa para oferecer, que não fazia mal...


O que não estávamos a contar era com este pequeno detalhe, por aqueles lados ESTAVA A NEVAR



Da primeira vez que ali tinha estado tinha sobretudo andado a pé, mas com o frio a apertar decidimos fazer a maioria dos percursos de autocarro. Valeu bem a pena!!Dirigimo-nos logo para o Ginkaku-ji, ou como quem diz Pavilhão Prateado.



Sei que de prata não se vê nada, mas isto porque a obra não foi concluída. Pois a ideia era fazer um à semelhança do Pavilhão Dourado, mas a guerra Onin impediu Yoshimasa de concluir a sua obra. Há rumores que foi também falta de dinheiro ...não se sabe ...!

Mais uma vez, o que adorei foram também os jardins envolventes! Lindos!

Seguimos caminho, uma vez mais de autocarro, para Heian Shrine, com o seu imponente Tori!


Mais uma vez, fomos ver os jardins e a famosa ponte


A certa altura o São Pedro lá nos deu um presentinho, e o Sol lá apareceu ...





De volta ao Centro, e sabendo que há coisas que não podem esperar, lá negociamos uma voltinha num Rikisha!

Uma boleia até Gion, onde finalmente parámos para comer e descongelar!



Mas nem tudo aqui é requinte e charme, no meio deste bairro antigo, podemos encontrar o maior número de bares de alterne, ou de acompanhantes, o que lhe quiserem chamar! Em todas as cidades que visitamos encontramos este tipo de estabelecimentos, mas aqui pode-se ver em maior abundância, os indicados para mulheres!
Não parecem, mas na publicidade estão homens sexys .... ou não!! (deixo ao vosso gosto)


No final do dia de volta à estação também se podem admirar os traços modernos deste edificio!


E outras amizades se fizeram ....
Regresso a casa! A viagem não foi tão boa pois apanhamos um comboio com mais paragens! Mas ao menos tivemos uma demonstração de como as mulheres japonesas são magras devido à sua genética, estivemos enjoadas de ver como em 50 minutos um grupo de raparigas não parou de comer doces tipicos de Quioto, misturados com bolachas, chocolates, gofres, etc etc, e só não sabemos como acabou pois chegando em Nagoya ainda estavam a trincar umas barrinhas de cereais!
Bem, por agora é tudo!
Prometo ser mais assidua e postar mais sobre a cultura japonesa.
Sayonara

domingo, 6 de janeiro de 2008

Ano Novo, lugares Novos!!

Indo eu indo eu a caminho de Tóquio ...

A previsão não era boa, o Gonçalo com alergias, eu que me esqueci de por correntes de neve no carro, etc, etc ...

Mas afinal valeu bem a pena!



À saída do Hotel


Bairro de Shinjuku


Cenário do Lost in Translation, fica na memória de quem por aqui passar.Dividido ao meio em parte Oeste e Este, as diferenças são grandes e valem a pena visitar:


Lado Oeste: Edifícios de arquitectura estravagante e de dimensões impensáveis



Edificio do Governo Metropolitano de Toquio e suas vistas



Lado Este

Visto encontrar-se na proximidade de uma estação que acolhe mais de 2 milhões de pessoas por dia, este lado é direccionado ao divertimento, especialmente para homens como bares, casas de luz vermelha e casas de pachinko.


Mas também se podem encontrar locais calmos como o santuário xintoísta Hanazono. Neste dia não estava muito tranquilo, não fosse um dos primeiros dias do ano, onde as pessoas se dirigem a este tipo de lugares para rezar e pedir um bom ano.





Bairro de Harajuku

Frequentado por jovens extravagantes que procuram as ultimas tendências, mas também lojas especializadas em determinados estilos! Experiência rica em cores e penteados.







A escassos metros encontra-se um outro paraíso da moda,Omote Sando, mas para outras bolsas:


Bairro de Shibuya
Altamente recomendado para visitar à noite, aqui encontrámos o Toquio dos filmes, cheio de cores e música, misturada com milhares de pessoas passeando os seus sacos de compras cheios, não estivessemos nós no período dos saldos.



Meiji-jingu

Decidimos também visitar este que é considerado o maior santuario xintoista de Toquio, e o mais visitado nos primeiros dias do ano. Ao menos desta vez a enorme fila era dentro dum magestoso parque ( Parque Yoyogi)



Asakusa
Bairro cheio de vida, onde se pode passear mas também fazer optimas compras de artigos tradicionais na Nakamise Dori.



Templo Senso-ji



Conhecido como o templo mais sagrado de Tóquio, lá ficamos mais uns tempos em fila para atirarmos as nossas moedas e perdirmos os nossos desejos!

Eram tantas as pessoas, que se começavam a atirar as moedas bem antes do local apropriado, logo a frase mais ouvida foi mesmo:
- Gomenasai (Perdão)!
(Não pelos pecados do ano terminado, mas sim pelas nódoas negras provocadas em algumas cabeças logo no segundo dia do ano).
À saida deste bairro, que tem muito para oferecer decidimos optar pelo Waterbus!Foi uma boa decisão, o dia estava óptimo, e assim pode ter-se uma outra visão desta grande cidade.



Pudemos apreciar as suas 12 pontes de cores distintas.


Numa das inúmeras paragem num café para um latte e uma sanduiche conhecemos um familia muito simpática japonesa, que estiveram em Lisboa em Julho e que até mostraram a sua aptidão para o Fado, eles aconselharam e então também decidimos dar uma passadela no Bairro de Akihabara, o bairro das lojas de electrónica:

Como se vê, fizeram-se novas amizades:


Bairro de Ginza
Um dos Ex libris de Tóquio, descobrem-se aqui edifícios unicos misturados com lojas e showrooms a perder a conta.


Teatro Kabuki-za


Espreitamos as Novas Tecnologidas exibidas no Sony Building


Já que estavamos por perrto decidimos ir dar um passeio aos jardins imperiais, e porque não ver o Imperador na sua unica aparição anual ao publico!
nós e muitos mais...

"Been there done that"

Depois uma breve passagem pela estação de Tóquio Mapa do metro ...ufffTambém fomos ao bairro de Roppongi, mas além de estar um frio de rachar, era de noite e parecia que estávamos em Londres devido à quantidade de estrangeiros e de lojas dirigidas a estes. Não há grandes fotos a registar, só fica mesmo na lembrança o restaurante indiano e aquele arroz basmati ... hummm

Ahh e a Torre de Tóquio ..que não impressiona muito devido aos restantes edificios de tamanho bastante superior.


Por fim, deixo-vos com uma de várias baías que passámos no regresso a casa, quase que me lembrava a Marginal .... lá mais para os lados do Guincho!



E com o romântico Monte Fuji que nos acompanhou uns bons tempos de volta a casa!