sábado, 5 de julho de 2008

Jornal Regional

Foi num chuvoso dia que deixei Nagoya. Assim até sabe bem...


A viagem passou-se bem, e nunca me passou a boa disposição como podem ver na minha paragem de 6 horas em Paris.

Mas ao momento da chegada estava longe do que eu esperava.



A minha mãe, Susana, Mena, Venâncio, Cláudia e Vera fizeram-me uma festa logo ali no aeroporto.
Houve direito a prendas e tudo, uma revista cor-de-rosa em que a capa é este evento do ano ... Adorei, adorei adorei... espero um dia ainda poder retribuir-vos.



Ahhhh e também me reservaram um saquinho cheio de pasteis de belem, queijadas de Sintra e figos do Algarve .... isto é que são amigos! Roam-se de inveja :)

A minha felicidade era grande e a boa disposição também, longe estava de imaginar que o resto da semana iria ser um caos. Desde o documento da tese todo desformatado, ao computador avariado mais que uma vez, a um dia inteiro com enxaqueca que nem me levantei...

Mas o que lá foi lá vai, pois o meu avô cedeu-me o seu computador para eu acabar a tese e o Zé emprestou-me este fim de semana o dele, e graças a estas gentilezas posso agora aqui fazer o update da minha estadia.



Fui duas vezes à Faculdade e numa das quais a minha mãe teve a oportunidade de vivenciar a vida no famoso Edificio Departamental, mais concretamente no bar. Estou certa que para muitos leitores este cenário é bem familiar.




Mas à segunda foi de vez, e olhem para mim toda pimpolha a 5 minutos de entregar aquele fardo.





Nada melhor que comemorar numa ida à Costa




No final do Dia um passeio ao centro onde parámos para uma sardinhada no Barbas. As fotos estão péssimas por isso têm de imaginar o sabor do peixe e da saladinha de pimentos.



Ahhh e já tive tempo suficiente de matar saudades do meu familiar canino .... vejam só o ar de mártir quando eu o agarro.





2 comentários:

Angelo disse...

Ó pá!!! Admito que me fizeste ficar com inveja!!!

Fá disse...

Não há nasa melhor que ter uma familia, uma verdadeira familia.